Justiça de 17 países da América defendem novas tecnologias a serviço do cidadão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

11 de dezembro de 2014

América Latina

Representantes dos ministérios da Justiça de 17 países do Continente Americano propuseram, em reunião nessa quinta-feira (11) na cidade colombiana de Cartagena, estimular a utilização de novas tecnologias para aproximar os serviços dos cidadãos, revelou fonte oficial. A proposta foi apresentada na Reunião dos Ministérios da Justiça, Procuradores e Procuradores-Gerais das Américas, como forma de agilizar os processos judiciais, que são considerados muito lentos.

Na reunião, os delegados destacaram a importância de adotar programas de educação jurídica para que a população conheça as garantias que têm ao procurar os tribunais. Nota do Ministério da Justiça da Colômbia lembra que os participantes do fórum defenderam a importância de estimular os Estados-Membros da Organização dos Estados Americanos para a prestação de serviços legais, como as defesas públicas, os juízes de paz e conciliadores e os juízos móveis.

Eles defenderam também a utilização de meios alternativos de solução de conflitos, como a mediação, conciliação e arbitragem.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati