Justiça britânica concede liberdade condicional a Julian Assange

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de dezembro de 2010

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Julian Assange, fundador do site WikiLeaks, terá direito a aguardar o processo que poderá levar à sua extradição para a Suécia, onde é acusado de crimes sexuais, em liberdade. A decisão de hoje (16) é da Alta Corte do Reino Unido. Seu advogado, Mark Stephens, disse estar confiante na concessão da fiança, e afirmou que seus apoiadores já arrecadaram cerca de 200 mil libras para o pagamento. A Justiça aguarda agora a confirmação do recebimento da fiança, mais duas garantias de 20 mil libras, para poder liberar Julian Assange.

Pesam sobre Assange duas acusações de violência sexual que supostamente teriam sido cometidos em Estocolmo. Ele rejeita as acusações e se diz vítima de perseguição política. A extradição para a Suécia propriamente dita deverá ser decidida em fevereiro de 2011. Segundo informações do "The New York Times", o governo norte-americano busca provas para acusar Assange de conspiração.

Notícia relacionada

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit