Josh Greenberg, fundador do site Grooveshark, é encontrado morto na residência

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de julho de 2015

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Foi encontrado morto, um dos fundadores do site norte-americano Grooveshark, Josh Greenberg, de apenas 28 anos. Greenberg foi encontrado morto ontem (domingo, 19), mas essa informação só foi confirmada hoje (segunda-feira, 20) pela polícia de Gainesville, na Florida, onde Josh morava. Não há evidências de violência ou suicídio, de acordo com a polícia.

Josh Greenberg, co-founder of #Grooveshark was found dead in his Gainesville home Sunday evening. No evidence of foul play or suicide.

Gainesville Police (@GainesvillePD), 15: 11 (20 jul 2015)

Segundo o site do jornal "The Gainesville Sun", Josh Greenberg foi achado morto em sua cama pela namorada, que tinha passado o final de semana fora de casa e afirma que também não havia indício de uso de drogas.

A mãe de Josh, Lori Greenberg, disse ao "Gainesville Sun" que o filho estava aparentemente saudável e "animado com novos projetos que ele estava iniciando", e que ela ficou "perplexa" com a notícia. Uma autópsia foi realizada na manhã de hoje, para que a causa da morte seja revelada, mas os resultados ainda não foram divulgados, o que pode demorar semanas.

História

O Grooveshark, criado quando Josh tinha 19 anos, foi um dos serviços de música mais populares do mundo. Mas o site foi desativado em 30 de abril de 2015, após uma ação judicial por direitos autorais.

O site foi fundado em 2006/2007 por Greenberg, Andrés Barreto e Sanm Tarantino, e chegou a ter 40 milhões de usuários, compartilhando cerca de 15 milhões de músicas.

RAIO-X GROOVESHARK Fundação 2006, por três alunos da Universidade da Flórida: Sam Tarantino, Josh Greenberg e Andrés Barreto. Atuação Funcionou como site pago de compartilhamento de músicas. Na Justiça Várias gravadoras de música processaram o site; seus criadores entraram em acordo judicial e concordaram em encerrá-lo em abril de 2015. Hoje O endereço redireciona a um outro site com links para serviços legais de streaming.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com