Jornalista vietnamita pode pegar 20 anos de prisão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

8 de julho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Um jornalista vietnamita que faz reportagens sobre corrupção e confisco de terras pode pegar até 20 anos de prisão depois de ser preso na semana passada.

A polícia deteve Le Van Dung, 51, nos arredores de Hanói em 30 de junho, mais de um mês depois que o jornalista se escondeu para evitar um mandado especial de prisão.

A esposa do jornalista, Bui Thi Hue, disse à Voz da América que Dung estava na casa de um parente e que outros membros da família também haviam sido detidos.

"Durante o processo de prisão de Dung, dois de seus parentes, incluindo o dono da casa, também foram levados", disse Hue.

O Departamento de Segurança Pública de Hanói disse que Dung foi preso por "fabricar, armazenar, distribuir ou disseminar informações" contra o Vietnã. Se condenado, ele pode pegar no máximo 20 anos de prisão de acordo com o Artigo 117 do código penal do país.

Dung administra o canal de notícias Chan Hung Nuoc Viet, que posta suas reportagens em plataformas de mídia social, incluindo Facebook e YouTube. O conteúdo de Dung inclui entrevistas com o público e cobertura de alegações de corrupção e confisco de terras.

Com espaço limitado para reportagens independentes no Vietnã, muitos blogueiros e jornalistas independentes usam a mídia social para reportar ou comentar sobre questões delicadas.

A Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu na segunda-feira a libertação imediata de Dung, dizendo que ele "se juntou à longa lista de jornalistas vietnamitas presos simplesmente por tentar fornecer informações confiáveis a seus concidadãos".

A perseguição de blogueiros e jornalistas independentes pelo Vietnã é citada no índice de liberdade de imprensa da RSF. O país está classificado na 175ª posição entre 180 países, sendo 1 o mais livre.

Em julho, o órgão de vigilância baseado em Paris nomeou o líder do Vietnã, Nguyen Phu Trong, um de seus "predadores da liberdade de imprensa". A RSF disse que Trong "estabeleceu um sistema implacável de repressão para lidar com uma sociedade civil cada vez mais robusta que busca informações confiáveis, especialmente na internet".

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit