Jornalista italiana libertada da Jihad Islâmica

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Iraq-CIA WFB Map.png

4 de março de 2005

A jornalista italiano Giuliana Sgrena, 56 anos, que foi sequestrada em Bagdá exatamente há um mês, foi libertada hoje, segundo o seu empregador, o jornal italiano: Il Manifesto.

A Organização de Guerra Santa Jihad Islâmica tomou Sgrena como refém dia 4 de fevereiro, com a exigência que a Itália retirasse todas as suas tropas do Iraque. No dia 16 de fevereiro, um vídeo foi liberado, em que Sgrena claramente perturbada emocionalmente pedia à Itália para sair do território iraquiano. Apesar do vídeo, contudo, o Senado Italiano votou pela permanência das tropas italianas.

Ver também

Fontes