Itália prende 47 pessoas suspeitas de envolvimento com a máfia da Camorra

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil


19 de março de 2012

Itália — As autoridades da Itália prenderam hoje, 47 pessoas, incluindo 16 juízes tributários e vários funcionários administrativos, durante operação contra o crime organizado. Há suspeitas que essas pessoas mantenham vínculos com o clã Fabbrocino da Camorra (como é conhecida a máfia da província italiana de Nápoles).

Durante a operação, desenvolvida entre a região da Campania (no Sul da Itália) e da Lombardia (no Norte do país), foram confiscados bens no valor de 1 bilhão de euros (incluindo ações, terrenos, edifícios e veículos). Dos 47 acusados, 22 ficaram detidos e 25 estão em prisão domiciliar.

Em comunicado, a Polícia Tributária da Itália informou que as investigações permitiram desmantelar a rede criminal, composta por empresários do setor imobiliário e do ramo hoteleiro. Os envolvidos devem ser acusados por associação mafiosa, lavagem de dinheiro proveniente de atividades ilegais e de corrupção em atos judiciais. Pelas investigações, a organização criou uma rede de faturas falsas para lavar o dinheiro oriundo de bancos na Bélgica, em Liechtenstein, Luxemburgo e na Suíça.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati