Israel pretende trocar prisioneiros com Hizbollah

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de junho de 2008

Ehud Olmert, primeiro-ministro de Israel, irá pedir ao seu gabinete, no próximo domingo, que aprove uma troca de prisioneiros com o grupo radical xiita Hizbollah. A notícia ocorre após soldados israelenses terem matado um líder militante palestino na Cisjordânia ocupada e militantes palestinos da Faixa de Gaza dispararam vários foguetes contra Israel.

Segundo a agência Reuters, os foguetes teriam sido lançados pela Jihad Islâmica, ferindo levemente dois moradores de uma cidade fronteiriça de Israel e deixando em segundo plano uma reunião de potências mundiais, realizada em Berlim, para discutir formas de fortalecer o presidente palestino, Mahmoud Abbas, enquanto realiza negociações de paz com o Estado judaico.

O Hamas, rival de Abbas e que governa a Faixa de Gaza, criticou a ação militar de Israel na Cisjordânia, mas conclamou seus colegas militantes a suspenderem as ações violentas.


Fontes