Irã vence Marrocos com gol contra nos acréscimos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikinotícias Rússia 2018 - logo.jpg
Mais notícias sobre a
Copa do Mundo 2018
Seleções:
Flag of Brazil.svg - Flag of Portugal.svg

Agência Brasil

15 de junho de 2018

No segundo jogo de hoje (15), a seleção iraniana venceu o Marrocos por 1 a 0, com um gol contra nos acréscimos, em São Petersburgo. O Irã jogou na defesa, explorando os contra-ataques durante quase todo o jogo e pouco ameaçou o gol adversário. Marrocos, tecnicamente superior, buscou mais o gol, mas finalizava mal ou esbarrava na defesa iraniana. No final, o famoso ditado “a bola pune” prevaleceu e praticamente enterrou as chances de classificação do time africano, que ainda enfrentará Portugal e Espanha pelo grupo B.

O Marrocos foi para o ataque desde o início do jogo, dominando as ações ofensivas e apostando principalmente em jogadas pelo lado direito do ataque, com Amrabat. Aos 18 minutos do primeiro tempo, uma bola jogada na área levou a defesa iraniana ao desespero. Foram três tentativas marroquinas de fazer ao gol, mas a bola foi bloqueada em todos os chutes, até ser despachada em definitivo. Parecia que o time africano abriria o placar a qualquer momento.

Aos 29, Harit entrou bem na grande área iraniana pela esquerda, deixou dois defensores para trás e bateu para o gol, para defesa firme do goleiro Beiranvand. Mas o Irã também era perigoso quando puxava contra-ataques, deixando o jogo rápido. Com isso, foi crescendo no final do primeiro tempo e diminuindo o volume de jogo do adversário.

E foi em um desses contra-ataques que, aos 42 minutos, o Irã criou a melhor chance do jogo até então. Após roubada de bola – que os marroquinos reclamaram de falta – os iranianos saíram em velocidade, pegando a defesa adversária desprevenida. Azmoun finalizou para boa rebatida do goleiro. No rebote, Jahanbakhsh bateu para o gol e El Kajoui espalmou para escanteio.

Segundo tempo

Na segunda etapa o Marrocos retomou o domínio das ações ofensivas. O Irã se fechou novamente, esperando as oportunidades de contra-ataque que apareciam a cada erro de passe marroquino. Aos 26 minutos, um susto: Amrabat bateu cabeça com cabeça contra o adversário e caiu desmaiado na lateral do gramado. Recuperou os sentidos logo em seguida, mas não teve condições de voltar a campo.

Aos 34 minutos, um chute de fora da área levantou a torcida em São Petersburgo. Ziyech acertou o canto direito de Beiranvand, mas o goleiro iraniano se esticou todo e espalmou para escanteio. A partir desse momento, o jogo ficou travado até os 49 minutos do segundo tempo, quando finalmente saiu o único gol do jogo. Em uma cobrança de falta pela esquerda do ataque, o atacante marroquino Bouhaddouz, que tinha entrado no segundo tempo, tentou cortar de cabeça e jogou para dentro do próprio gol.

Segundos depois, o árbitro terminou o jogo. Enquanto os vencedores comemoravam a vitória como um título, os marroquinos não acreditavam na derrota e ficaram bastante abatidos. Com a vitória, o Irã conquistou três pontos, enquanto o Marrocos continua com zero. Na próxima rodada, Marrocos enfrenta Portugal e o Irã joga contra a Espanha.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati