Inscrições para nova etapa do Mais Médicos terminam hoje

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

21 de dezembro de 2018

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Profissionais com registro no Brasil têm até hoje (21) para se inscrever no Programa Mais Médicos. Ao todo, estão disponíveis 2.448 vagas em 1.177 cidades e 28 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). Os postos abertos são relativos aos locais não ocupados na primeira seleção. Inscritos que participaram do edital anterior, de acordo com o Ministério da Saúde, ficam impossibilitados de escolher cidades.

Balanço divulgado ontem (20) aponta que 5.846 médicos se apresentaram nas cidades escolhidas ou começaram as atividades. O tempo final para os médicos se apresentarem às cidades terminou na última terça-feira (18). Os inscritos que decidirem não comparecer mais às atividades devem informar à cidade, que comunicará a desistência ao ministério.

Profissionais formados no exterior

Ainda de acordo com o ministério, 10.205 profissionais brasileiros e estrangeiros formados no exterior (sem registro no Brasil) completaram a inscrição de participação no Mais Médicos. O tempo para o envio da documentação desses profissionais foi encerrado no último domingo (16).

As documentações ainda estão em análise, conforme edital. Nos dias 27 e 28 de dezembro, médicos brasileiros formados em outro país terão acesso ao sistema para escolherem as vagas em aberto. Posteriormente, nos dias 3 e 4 de janeiro de 2019, médicos estrangeiros terão a mesma oportunidade.

Confira o cronograma das próximas etapas:

  • De 20/12 a 21/12 - Médicos com registro no Brasil escolhem cidades com vagas disponíveis
  • De 27/12 a 28/12 - Médicos brasileiros formados no exterior escolhem cidades com vagas disponíveis
  • De 03/01 a 04/01/2019 - Médicos estrangeiros formados no exterior escolhem cidades com vagas disponíveis
  • De 08/01 a 09/01/2019 – Apresentação dos médicos brasileiros formados no exterior

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit