Igreja Ortodoxa Russa rompe comunhão com o Patriarcado Ecumênico de Constantinopla

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de outubro de 2018

Minsk, Bielorrússia —

Na maior divisão na história moderna da Igreja Ortodoxa, a Igreja Ortodoxa Russa rompeu oficialmente comunhão com o Patriarcado Ecumênico de Constantinopla após um sínodo em Minsk que debateu a recente decisão do sínodo de Constantinopla de conceder total independência aos ortodoxos da Ucrânia, sem apoio da Igreja Ortodoxa Russa, que tem jurisdição histórica sobre a região, em ato que o Metropolita Hilário de Volokolamsk caracterizou como "nulo e canonicamente vazio".

Alguns comentadores já consideram esta a maior divisão da Igreja desde o Grande Cisma em 1054, com a quebra de comunhão entre a maior igreja em número de fiéis (Moscou) e a igreja mantida por ortodoxos do mundo inteiro em lugar de primazia de honra (Constantinopla). O sínodo russo expressou a esperança de que "o senso comum prevalecerá" e Constantinopla sanará a divisão, que alega que esta haveria provocado unilateralmente.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati