IPCC reconhece erro na previsão da subida do nível do mar na Holanda

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amazônia
Outras notícias sobre o meio-ambiente


18 de fevereiro de 2010

O Painel Intergovernamental para as Alterações climáticas reconheceu o erro no que toca à subida do nível do mar na Holanda no ultimo relatório, apresentado esta semana.

No relatório de 2007, o IPCC afirmava que cerca de 55% do território Holandês estaria abaixo do nível médio do mar, com a afirmação: “A Holanda é um exemplo de um país altamente susceptível tanto ao aumento do nível do mar como a inundações causadas pelas águas dos rios porque 55 por cento do seu território está abaixo do nível do mar”. Contudo, a 12 de Fevereiro, emitiu uma nota, indicando que o final da frase deveria ser “... porque 55 por cento da Holanda sofre riscos de inundações”.

O erro deveu-se, segundo o mesmo instituto das Nações Unidas, à informação errada transmitida pela Agência holandesa de Avaliação Ambiental, levando o IPCC a cometer o erro. Assim, de acordo com a agência governamental holandesa, 26% do seu território está abaixo do nível do mar e que 29% é susceptível a inundações dos rios.

O próprio ministério holandês dos Transportes apresenta valores dispares da UE, falando em cerca de 60% de território abaixo do nível do mar enquanto a Comissão Europeia refere somente metade.

A ONU garante que este facto não coloca em causa as conclusões do estudo de 2007, pois estes dados foram utilizados para contextualizar o problema, não interferindo nas conclusões gerais, e com maior relevo.

Este foi mais um episódio envolvendo estudos da ONU, utilizados pelos governos para a decisão de politicas multilaterais na luta contra as alterações climáticas. Ainda durante o mês de Janeiro foi efectuado uma correcção ao relatório de 2007, onde se reconheceu um exagero nas previsões de derretimento dos Himalaias.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati