Hugo Chávez critica Barack Obama

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hugo Chavez, presidente da Venezuela.

2 de março de 2009

Caracas, Venezuela — Anteontem, antes de os relatórios do Departamento de Estado em Washington sobre a situação dos direitos humanos e ao tráfico de droga na Venezuela, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, reagiu irritado com uma declaração em um evento para lembrar de uma sublevação popular em Caracas em uma rede nacional de rádio e televisão aberta. De acordo com Hugo Chávez relatórios "difamam Venezuela para não apoiar a luta contra o tráfico de droga."

"Não meta com a Venezuela, Obama, não se enganem, não siga o mesmo caminho estúpido desajeitado e do seu antecessor, George W. Bush", disse o presidente após recitar o versículo do folclore venezuelano que diz "Eu sou como espinito Florea em Savannah: Eu cheiro andaluzia acontecer, mas eu Hawthorn andaluzia abanar".

Além disso, Chávez disse que Obama é uma continuação do seu antecessor:


O país depende mais sobre o tráfico de droga em todo o planeta é chamado os E.U., um país que governa, penso eu, que regula-lo, embora eu duvido que o governo Obama
'


É bushismo desde então. Será que um novo governo nos EUA ou ainda enviado Bush? Parece que Obama é a continuação do bushismo [...] independentemente do império, em suas mentiras e agressões revolução que vai continuar o seu curso e Venezuela cada dia, mas continuará a ser independente e soberano, o senhor Obama, vá para ele saber cavalheiro
Hugo Chávez


Chávez disse que Estados Unidos "é o primeiro consumidor de drogas do mundo" e continuou "Como é que eles não podem parar de drogas a partir de entrada no seu território, o que é isso? Que cinismo, Obama! Certifique-se do lixo que você que eu tenho feito bem comigo, meu comadre. Não se meta comigo, senhor Obama".

Notícias Relacionadas

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati