Homem faz vários reféns em loja do leste de Paris

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de janeiro de 2015

França —

Um homem fez hoje (9) vários reféns em uma loja da Porta de Vincennes, no leste de Paris, noticiou a emissora de televisão BFMTV, que afirmou que o autor pode ser o suspeito do assassinato de uma agente da polícia nessa quinta-feira (8). Pelo menos uma pessoa foi ferida no tiroteio no estabelecimento, uma loja kosher (judaica).

A policial que ficou ferida em um tiroteio em Montrouge, na periferia sul da capital francesa, morreu e o outro ferido, um funcionário municipal, está em estado grave, disseram fontes policiais. "É o atirador de Montrouge", disse uma fonte policial. Fonte da Procuradoria de Paris informou que pelo menos cinco pessoas são mantidas reféns dentro da loja Hyper Cacher. Segundo a BFMTV, há mulheres e crianças entre os reféns.

As autoridades determinaram às escolas, na região do sequestro, que os alunos sejam mantidos dentro das instalações até nova ordem. A televisão noticiou também que o homem se dirigiu aos policiais afirmando: "Vocês sabem quem eu sou", em aparente alusão ao incidente de quinta-feira em Montrouge.

Antes, fonte policial informou que os investigadores conseguiram estabelecer "uma conexão" entre o suspeito do assassinato da agente e os dois irmãos que, na quarta-feira (7), atacaram a redação do jornal satírico Charlie Hebdo. A tomada de reféns ocorre quando prossegue em Dammartin-en-Goële, nos arredores do nordeste de Paris, uma operação das forças de elite francesas para prender os dois irmãos que estão em uma empresa com um refém.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com