Hamas diz que não irá libertar soldado israelense

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

28 de julho de 2006

O Hamas negou alegações feitas pelo Presidente Palestino Mahmoud Abbas que o soldado israelense, Gilad Shalit, 19, capturado no dia 25 de junho, será libertado. "Nada se modificou no caso do soldado israelense. A decisão está nas mãos das facções de resistência e não nas mãos de qualquer político mesmo se esse político for Abu Mazen [Mahmoud Abbas]. Ouvimos as notícias na imprensa e a nossa posição permanece como foi: o caso está nas mãos dos lutadores dea resistência," disse o porta-voz das Brigadas Izz el-Deen al-Qassam, Abu Ubaida.

Ubaida também disse que a entrega do soldado não será "gratuita. Nenhum político ousa exigir a entrega do soldado sem nenhum retorno."

Segundo um tradutor italiano, Abbas disse numa conferência para a imprensa, em Roma que as negociações estavam chegando "a uma solução iminente" e que levaria em conta o libertação do soldado israelense.

"Quanto à questão do soldado israelense raptado, Eu reiterei que há esforços contínuos que nos levam a acreditar numa solução iminente. Espero que o soldado esteja em boa saúde e possa voltar logo a sua família"

Porém segundo a Associated Press o que Abbas declarou foi que "negociações intensas" se realizavam.

Fontes