Haiti: Terremoto mata mais de 300 pessoas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de agosto de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Agência VOA

O número de mortes causadas por um terremoto de magnitude 7.2, no Haiti, subiu para pelo menos 304, no sábado (14), disse a agência de proteção civil do país.

Pelo menos 1.800 pessoas ficaram feridas e centenas continuam desaparecidas em meio a danos generalizados, disseram as autoridades. Foram também registados vários tremores secundários.

O tremor atingiu perto da cidade de Petit-Trou-de-Nippes, cerca de 125 quilômetros a oeste da capital, Port-au-Prince, a uma profundidade de 10 quilômetros, conforme o Serviço Geológico dos EUA.

O primeiro-ministro Ariel Henry, que assumiu o cargo há apenas três semanas após o assassinato do presidente Jovenel Moise, disse que o governo mobiliza ajuda para as áreas afetadas.

"A coisa mais importante é recuperar, sob escombros, o maior número possível de sobreviventes", disse Henry à Associated Press. "Soubemos que os hospitais locais, em particular o de Les Cayes, estão lotados de feridos."

Henry declarou um mês de estado de emergência.

“As necessidades são enormes. Devemos cuidar dos feridos, mas também fornecer comida, abrigo temporário e apoio psicológico”, disse Henry que, mais tarde, embarcou para Les Cayes, no sudoeste da ilha.

Ajuda americana

Em Les Cayes, a maior cidade perto do epicentro, há relatos de prédios desabados e grandes danos. Equipas de resgate procuravam sobreviventes.

O presidente dos EUA, Joe Biden, e a vice-presidente Kamala Harris foram informados na manhã de sábado sobre o terramoto no Haiti, disse a Casa Branca.

“Num momento que já é desafiador para o povo do Haiti, estou triste com o devastador terremoto que ocorreu em Saint-Louis du Sud, Haiti, esta manhã. Endereçamos as nossas mais profundas condolências a todos aqueles que perderam um familiar ou viram as suas casas e empresas destruídas”, disse Biden em comunicado.

Os Estados Unidos são um “amigo próximo e duradouro do povo haitiano”, acrescentou.

Ele também autorizou uma resposta imediata e nomeou a administradora da Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional, Samantha Power, para coordenar o esforço, disse a Casa Branca.

Notícias Relacionadas

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit