Hackers chineses roubaram dados da vacina espanhola contra COVID-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de setembro de 2020

Hackers chineses roubaram dados confidenciais de centros de pesquisa espanhóis que trabalham para criar uma vacina contra COVID-19. De acordo com o Centro Nacional de Inteligência (CNI) da Espanha, os criminosos atacaram não só os espanhóis, mas também outras organizações de pesquisa envolvidas no desenvolvimento de vacinas.

Fontes disseram ao El País que a maioria dos ataques cibernéticos foi realizada na China e na Federação Russa. Muitas vezes, os serviços secretos estavam por trás deles, mas alguns dos ataques foram executados por especialistas universitários e cibercriminosos ávidos por lucros.

Os hackers chineses estão por trás dos ataques cibernéticos a laboratórios espanhóis, disseram as fontes, que, no entanto, se recusaram a revelar a natureza e relevância das informações roubadas.

Falando em um seminário organizado pela Associação de Jornalistas Europeus, o chefe da CNI, Esteban Lopez, relatou um "aumento qualitativo e quantitativo" no número de ataques cibernéticos durante o período de quarentena.

Fontes

Ligação a um site em russo Китайские хакеры похитили данные у испанских разработчиков вакцины против COVID-19SecurityLab, 19 de setembro de 2020

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com