Grécia constrói muro de 40 km para barrar entrada de refugiados afegãos

21 de agosto de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A Grécia preocupada com o aumento de migrantes do Afeganistão, ela instalou um muro de 40 km com um sistema de vigilância, em sua fronteira com a Turquia.

Diante da crise enfrentada pelo Talibã após a conquista do país, a Turquia apela aos países europeus para que assumam a responsabilidade pelos imigrantes afegãos, comentando o ministro grego.

A Grécia, preocupada com o aumento da imigração do Afeganistão, instalou um muro de separação de 40 quilômetros com um sistema de vigilância em sua fronteira com a Turquia.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse em uma conversa por telefone com o primeiro-ministro grego Kyriakos Mizotakis que o aumento acentuado no número de pessoas que deixam o Afeganistão pode “representar um sério desafio para todos”.

Se o Afeganistão e o Irã não tomarem as medidas necessárias, uma nova onda de imigração será inevitável

— disse Erdogan

A rápida tomada do Afeganistão pelo Talibã fez com que alguns cidadãos temessem suas vidas e os fez frequentemente fugir do país a todo custo.

A Grécia estava na vanguarda da crise de imigração em 2015. Naquela época, mais de um milhão de pessoas fugiram da guerra e da pobreza no Oriente Médio e cruzaram a fronteira turca para a União Europeia. A Grécia afirmou que poderia repatriar qualquer afegão que chegasse no país ilegalmente.

Muitos dos que chegaram à Grécia durante a crise de imigração viajaram para o norte pela Europa, mas cerca de 60.000 pessoas ainda permanecem no país.

Fontes