Governos estaduais do Brasil decidem se prorrogam férias escolares

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Notícias relacionadas
Pessoas na Cidade do México vestindo máscaras em um trêm pelo vírus H1N1
Mais informações sobre a Gripe:


Agência Brasil

28 de julho de 2009

Diante do crescente número de casos de influenza A (H1N1) – gripe suína no país, secretarias de Educação de vários estados têm adotado medidas para evitar a contaminação pelo vírus Influenza H1N1 nas escolas. Em alguns estados, as secretarias ainda não decidiram se mantêm o calendário escolar.

Na rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul, o retorno às aulas está previsto para a próxima segunda-feira (3). Autoridades do estado marcaram uma reunião para a próxima quinta-feira (30) a fim de decidir se mantêm a data ou prorrogam as férias escolares.

Segundo a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, por meio de videoconferência, os 210 mil professores da rede de ensino público estadual foram orientados sobre as precauções para evitar a contaminação. A secretaria informou hoje (28) que o início das aulas da rede estadual foi adiado para 17 de agosto.

No estado do Rio de janeiro, representantes da Secretaria de Educação se reúnem hoje para decidir se adiam o início do segundo semestre letivo.

As unidades de ensino do Distrito Federal deveriam ter reiniciado as atividades ontem (27), mas a volta às aulas foi adiada para a semana que vem. A Secretaria de Educação do DF decidiu que os professores devem receber orientações sobre a doença antes de começarem a trabalhar. Um encontro para informá-los sobre medidas de prevenção está marcado para a próxima sexta-feira (31).

Diferentemente do que ocorre nos colégios da rede pública, alunos de algumas escolas privadas do Distrito Federal já voltaram a estudar. “Temos uma estrutura e ambiente adequados, diferentes das escolas públicas. Não temos por que não iniciar as aulas. Todas as precauções fundamentadas nas orientações do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação estão sendo tomadas”, disse Lucy Aissami, diretora pedagógica de uma escola particular de Brasília.

São Paulo

A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo informou hoje (28) que o início das aulas da rede estadual de ensino será adiado. Inicialmente marcada para o dia 3 de agosto, a volta às aulas foi transferida para 17 de agosto. A medida atende à recomendação da secretaria, para evitar que alunos sejam contaminados pelo vírus Influenza H1N1.

O órgão informou que cumprirá o calendário letivo de 200 aulas por ano e que as aulas poderão ser repostas aos sábados ou durante as férias de dezembro.

Procurado pela Agência Brasil, o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo (Sieeesp) afirmou que aguarda orientações do Ministério da Saúde para recomendar a prorrogação das férias.

Fontes


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati