Governo cubano acusa Facebook de ajudar dissidentes na ilha

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bruno Rodríguez, ministro das Relações Exteriores de Cuba

11 de novembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Poucos dias antes da Marcha Cívica por el Cambio, convocada pelo projeto Arquipélago, o ministro das Relações Exteriores de Cuba Bruno Rodríguez, acusou o Facebook de permitir que grupos antigovernamentais se instalassem nessa rede social.

Rodríguez disse nesta quarta-feira perante o pessoal diplomático credenciado em Havana que “os grupos privados que se estabeleceram na plataforma do Facebook não só realizam atividades ilegais do ponto de vista legal, alterando logaritmos, alterando o mecanismo de geolocalização para simular a presença massiva em Cuba de pessoas e contas que se sabe residirem fora de nosso país e principalmente na Flórida e nos Estados Unidos ”.

O projeto Arquipélago é coordenado pelo dramaturgo da capital cubana Yunior García e em sua página no Facebook conta ter 16.576 seguidores. García convocou uma marcha em 15 de novembro, o que foi rejeitado pelas autoridades.

“O Facebook poderia ser perfeitamente processado por essas práticas em Cuba”, disse Rodríguez, que mais uma vez acusou os Estados Unidos de promover o descontentamento social no país.

“Não vamos permitir de forma alguma que a persistente agressão do governo dos Estados Unidos, suas intensas e constantes tentativas, exacerbadas nos últimos seis ou oito meses de gerar condições de desestabilização interna, de alterar a tranquilidade e segurança dos cidadãos, de prejudicar a paz social que é característica do povo cubano, de nossa nação, que esta festa nos estrague ”, disse, referindo-se à abertura do país após dois anos de fechamento por causa da pandemia.

Nem o Departamento de Estado, nem o Facebook, nem o ativista Yunior García responderam, até agora, aos pedidos de comentários da Voice of America.

Fonte



Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit