Governo britânico não viu irregularidades nas doações russas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

23 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O governo do primeiro-ministro britânico Boris Johnson disse que seus ministros estavam certos em aceitar doações de dezenas de milhares de libras de indivíduos e empresas ligadas à Rússia.

O anúncio foi precedido por uma semana de novas informações sobre as tentativas de Moscou de intervir na democracia britânica.

O secretário de Estado da Irlanda do Norte, Brandon Lewis, disse que os russos que se tornaram cidadãos britânicos têm o direito de ajudar o Partido Conservador e incentivaram outros a seguir o exemplo.

"Peço a todos os cidadãos britânicos que apoiem o Partido Conservador", disse Lewis em entrevista ao Sky News na quinta-feira. "Eles nunca pediram nada, fizeram porque querem apoiar o Partido Conservador no governo", acrescentou.

A declaração de Lewis foi uma resposta a publicações do The Times de que quatorze ministros, incluindo seis membros do gabinete, receberam dinheiro relacionado à Rússia.

Isso ficou conhecido após vários relatos de tentativas russas de interferir nas eleições britânicas, interromper o trabalho de instituições públicas e se infiltrar nas redes de pesquisadores médicos.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit