Governo assume o controle dos dois bancos; 200.000 milhões de dólares para salvar a economia dos Estados Unidos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Sede do Departamento de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos Estados Unidos, em Washington.

Washington, Estados Unidos • 10 de setembro de 2008

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O Departamento do Tesouro decidiu no último domingo (7), em uma ação sem precedentes, assumir o controle legalmente aos dois maiores bancos hipotecários no país devido a crise hipotecária.

Estes são Fannie Mae e Freddie Mac, que tinham acumulado as ambas entidades de 50% dos empréstimos subprime, cerca de 5 bilhões de dólares. O governo vai injetar 100.000 milhões de doláres a cada um; é a maior intervenção da história do setor bancário de qualquer país.

George W. Bush havia dito dias antes a possibilidade de nacionalização de ambas as instituições financeiras, embora o tesouro estadounidense tenha sido decidida pela fórmula de "tutela legal" ao longo da Agência Federal do Financiamento de Habitação. Esta fórmula evita a nacionalização e permite de injectar fundos públicos com uma gestão com vigilância estatal, ao modo da intervenção judicial por falência. Ambas entidades haviam recebido injeções de capital dos fundos públicos, em julho deste ano.

Fannie Mae e Freddie Mac são empresas privadas que atendem na legislação estadounidense, uma "finalidade pública": para facilitar o acesso à habitação. Esta fórmula combinada foi trazida como um dos responsáveis pela consideração com que foram concedidos determinados empréstimos hipotecários. Se espera que nos próximos dias são relevados de seus cargos dirigentes de ambas as entidades. Ainda não foi decidido se as ambas empresas sobreviverão na sua estrutura, desaparecerão e serão divididos em outras empresas pequenas para limitar os riscos de concentração. Também poderia acabar definitivamente nas mãos da administração estadounidense como agências estatais.

A Reserva Federal dos Estados Unidos deu a sua aprovação para ser considerada a maior intervenção financeira da história. Desde agosto, o Departamento do Tesouro foi obrigado a intervir outras duas entidades pelo mesmo motivo.

A crise das hipotecas subprime se arrasta por mercados financeiros desde 9 de agosto de 2007, quando as bolsas do mundo começaram ter uma forte queda ao tornar-se pública de que um dos grandes bancos europeus, BNP Paribas, suspendeu por falta de três fundos liquidez, devido à situação hipotecária nos Estados Unidos.

Fontes