Gana: projeto quer incentivar produção de cacau com mais sutentabilidade

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

26 de janeiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O projeto Solos Acessíveis e Ambientes Sustentáveis (ASASE), criado numa parceria do setor público, do setor privado e de organizações da sociedade civil, quer incentivar a produção do cacau com mais sustentabilidade em Gana.

Os objetivos do projeto, que dever ser implementado nos próximos quatro anos, são, principalmente, combater o desmatamento, trabalhar para modernizar fazendas de cacau antigas e restaurar as florestas naturais.

O trabalho custará cerca de 2,3 milhões de euros, valor em parte financiado pela Netherlands Enterprise Agency (RVO) como parte da iniciativa Sustainable Development Goals Partnership (SDGP) e deverá envolver cerca de 5.000 agricultores em duas das principais áreas de produção de cacau nos país: as regiões de Ashanti e Leste.

Atualmente 800.000 famílias ganesas (3,6 milhões de pessoas) dependem da produção do cacau para sua subsistência. No entanto, o desmatamento, aliado a chuvas menos volumosas e ao aumento das temperaturas, está acabando com os cacaueiros, que ficam mais expostos à ação da forte luz solar.

Gana é o segundo maior produtor e exportador de cacau, atrás apenas de seu vizinho Costa do Marfim. A produção de cacau representa 30% da receita de exportações do país.

Fontes