França tem novo Primeiro-Ministro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

1 de junho de 2005

O Presidente Jacques Chirac da França aceitou a renúncia do Primeiro-Ministro Jean-Pierre Raffarin e nomeou Dominique de Villepin em seu lugar. O Primeiro-Ministro é a autoridade responsável pela condução do governo francês.

A renúncia de Raffarin veio logo após a divulgação da notícia da recusa nun referendo público da retificação do tratado que estabelece a Constituição Européia.

Raffarin inicialmente era popular entre os cidadãos franceses (60% da população confiava nele, segundo pesquisas de 2002) todavia foi gradualmente perdendo apoio popular e as últimas pesquisas indicaram que ele tinha a confiança de apenas 22% da população. [1]

Há dúvidas se Villepin, que nunca foi eleito para um cargo do gabinete e que ascendeu devido na maior parte à ajuda de Chirac, será bem recebido pela população e pelo maioria do parlamento. Sua nomeação foi criticada por políticos de esquerda e pelo partido de centro-direita União da França pela Democracia.

Jacques Chirac anunciou que Nicolas Sarkozy deverá ser Ministro de Estado (uma posição honorífica) do governo. Ainda são desconhecidas quais seriam suas atribuições mas há rumores de ele se tornará um Ministro do Interior, posto cuja principal função é fazer valer as leis. Pesquisas indicam que Sarkozy é o político mais popular da França. polls

A União para um Movimento Popular, partido criado para apoiar Chirac, está por trás do apoio a Nicolas Sarkozy. Já foi bastante publicado na França que existe um sentimento de antipatia mútua entre Sarkozy e Chirac e Villepin.

Ver também

Fontes

Atualizado em 13 de junho de 2005 por Carlosar. Acrescentada a categoria "Constituição Européia".. Para maiores informações veja o histórico.