Foro de São Paulo comemora vitória de Lugo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
São Paulo — Lula da Silva durante encontro do Foro de São Paulo em 2005.

24 de abril de 2008

Brasil

Integrantes da organização comunista Foro de São Paulo congratularam o presidente eleito paraguaio, o marxista Fernando Lugo, da Aliança Patriótica para a Mudança (APC, sigla em espanhol).

"O triunfo de um presidente como Fernando Lugo é uma mostra do despertar, da libertação dos povos", disse o presidente da Bolívia Evo Morales, que acrescentou em tom de ironia: "é um presidente a mais que se soma ao eixo do mal". Em seguida o boliviano sugeriu "a mudança de nome" de "eixo do mal" para "eixo de humanidade". O presidente da Bolíva também disse que agora só faltam: Colômbia e Peru.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez disse que a vitória de Lugo reflete o avanço de uma "nova época" e que "foi um extraordinário triunfo" e que "enche de otimismo". "É mais um passo pois, se avança uma nova época", disse o madatário venezuelano. Chávez disse que "faltava um padre" e de forma semelhante a Morales, ironizou que seus colegas esquerdistas sulamericanos agora: "serão menos diabos e menos demônios".

O Partido dos Trabalhadores, um dos fundadores do Foro de São Paulo, congratulou através de uma nota o presidente eleito Fernando Lugo e disse que sua vitória "insere-se num contexto de mudanças políticas e sociais na América Latina, permitindo ao povo paraguaio sintonizar-se com este novo momento". O presidente do Brasil, Lula da Silva cumprimentou Lugo por telefone. Segundo a Agência Brasil, o novo presidente paraguaio disse que pretende encontrar-se em breve com seu colega brasileiro.

É esperada uma mudança na geopolítica local. Segundo o website comunista vermelho.org informou, em breve o Paraguai irá restabelecer relações diplomáticas com o governo comunista da China e romper relações com o governo de Taiwan.


Fontes