Filipinas: presidente inspeciona áreas atingidas pelo tufão Goni

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente Rodrigo Duterte nesta segunda-feira inspecionou pessoalmente as áreas atingidas pelo tufão Goni - chamado Rolly nas Filipinas - na região de Bicol, onde o ciclone atuou com mais força.

O presidente, acompanhado pelo senador Christopher “Bong” Go, também visitou e se encontrou com moradores da cidade de Guinobatan, Albay, que foi "engolida" pela lama que desceu pela encosta do vulcão Mayon durante a atuação de Rolly. Em sua visita, ele agradeceu pessoalmente às autoridades locais por sua “previsão” de alertar e evacuar os residentes para locais seguros.

“É preciso dar crédito às autoridades locais que avisaram os residentes com bastante antecedência e lideraram a evacuação muito antes do desastre realmente acontecer. Por isso gostaria de agradecer às autoridades de Guinobatan”, disse Duterte.

Duterte, que voou diretamente de Davao, tem trabalhado e monitorado ininterruptamente os acontecimentos devido a devastação causada pelo Rolly no país. Após sobrevoar a área, Go disse que o presidente instruiu que se conduzisse uma investigação sobre as supostas operações de exploração de pedreiras na área, sobre as quais os residentes reclamaram.

Duterte disse que possivelmente a atuação de construtoras que retiram material na área do Mayon tenham colaborado com a enxurrada. “Mas de qualquer maneira vamos investigar isso", assegurou.

Duterte, da mesma forma, garantiu assistência financeira imediata para as áreas afetadas. “O segundo é a assistência financeira e em dinheiro imediatamente", acrescentou.

Relatórios iniciais do Escritório Regional da Defesa Civil apontaram que o tufão Rolly deixou pelo menos 10 mortos e mais de 390.000 desabrigados, com 345.044 ainda fora de casa, em centros de evacuação.

Rolly, o segundo supertufão a atingir as Filipinas após o "Yolanda", atingiu a ilha de Catanduanes antes do amanhecer de domingo, alcançando ventos sustentadas de 225km/h.

Ele foi rebaixado algumas horas depois, quando varreu Luzon, e sua intensidade se reduziu enquanto se dirigia para a região metropolitana de Manila.


Notícias Relacionadas

Fontes

Nota: a PIA, como parte do Governo da República das Filipinas, libera seu conteúdo para reprodução sob Domínio Público, conforme aviso no rodapé do website.

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com