Fórum realizado no Brasil sugere que países não acolham corruptos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

10 de junho de 2005

Brasil — O documento final do IV Fórum Global de Combate à Corrupção aconselha os países a não acolherem funcionários corruptos. O fórum também sugere a cooperação entre os países para os processos de extradição.

O fórum de combate à corrupção ocorreu durante esta semana em Brasília e foi aberto pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele foi patrocinado pelo governo brasileiro e pelas Nações Unidas.

Os governos participantes do fórum prometem trabalhar no sentido de evitar e lutar contra o problema da corrupção. Além disso, eles apóiam a ratificação da Convenção das Nações Contra a Corrupção. O Brasil ratificou o acordo em maio passado, após ter aderido à Convenção em 2003. Até agora 26 países ratificaram o acordo que precisa da assinatura de 30 países pelo menos, para entrar em vigor.

Segundo o texto do documento:a corrupção é um problema complexo de ordem econômica, política e scoial, impõe ameaças à democracia, ao crescimento econômico e à aplicação da Lei, além de produzir repercussões destrutivas em todas as esferas de nossa sociedade.

O próximo encontro será em 2007, na África do Sul, de acordo com o Ministro brasileiro da Controladoria Geral da União, Waldir Pires.

Ver também

Fontes