Fórum de reitores quer conhecer perfil de estudantes de universidades federais

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

20 de janeiro de 2015

Brasil

Estudantes das 63 universidades federais do país podem responder, até 31 de janeiro, à Pesquisa Nacional do Perfil Discente. O objetivo é conhecer o perfil cultural e socioeconômico dos mais de um milhão de estudantes de graduação. A pesquisa está disponível nos portais das próprias instituições.

Esta é a quarta edição da pesquisa, iniciativa do Fórum Nacional de Pró-reitores de Assuntos Comunitários e Estudantis (Fonaprace). Na última, em 2010, a pesquisa mostrou que 43,74% dos alunos das universidades federais pertenciam às classes C, D e E. Outro dado obtido foi o aumento da população estudantil de pele negra. Em 2004, período da penúltima pesquisa, eram 5,9% de negros nas universidades federais. Em 2010, este número cresceu para 8,7%.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), os dados da Pesquisa Nacional do Perfil Discente já auxiliaram no aumento do orçamento destinado ao Programa Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes). O orçamento passou de pouco mais de R$ 101 milhões, em 2009, para mais de R$ 742 milhões em 2014.

“As pesquisas do Fonaprace têm fornecido informações que subsidiam diversas decisões relativas à assistência estudantil”, informou o MEC. Conforme o ministério, a criação do Programa Bolsa Permanência, em 2013, é fruto da pesquisa. O Bolsa Permanência oferece benefícios a estudantes em situação de vulnerabilidade social, complementando o Pnaes.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati