Explosão no Iraque deixa 100 mortos e pelo menos 200 feridos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de julho de 2007

Iraque — Pelo menos 100 pessoas morreram e outras 200 resultaram feridas depois de uma explosão suicida em Amerli, a 130 km de Kirkuk. "Cento e cinco iraquianos morreram, cinco desapareceram e houve mais de 250 feridos", reportaram as autoridades para a Agence France-Presse (AFP).

Amerli se localiza aproximadamente 100 km ao sul do Bagdá e integra parte da província de Salaheddin.

O ataque aconteceu pela manhã em uma área comercial bastante movimentada, e envolveu um caminhão bomba que matou várias pessoas imediatamente e feriu dezenas de outras. O valor exacto de feridos e mortos não é claro, já que devido à grande quantidade de vítimas em estado grave, o número de falecimentos continua a aumentar.

"É um dos piores ataques este ano", informaram as autoridades locais.

Um caminhão que levava pelo menos 2 toneladas de explosivos detonou perto de um mercado do Amerli. As equipes de resgate se viram forçadas a transladar um número maciço de feridos para outro povoado maior a cerca de 45 km de distância, Tuz Khurmato; reportou-se a morte de algumas das vítimas durante o trajeto. Os feridos de maior gravidade foram levados para Kirkuk, a cidade mais importante da região.

"Nunca vimos uma coisa assim", asseverou um comerciante da área.

O Primeiro-ministro do Iraque, Nuri ao Maliki, declarou que o ataque foi "revoltante" e o qualificou de "crime odioso", e ratificou que "os terroristas são inimigos de todos os iraquianos".

Fontes