Ex-procurador Miller depõe por 10 horas; defesa questiona pedido de prisão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joesley Batista, presidente da J&F

Agência Brasil

9 de Setembro de 2017

Depois de aproximadamente 10 horas prestando depoimento, o ex-procurador da República e atual advogado do escritório de defesa dos executivos do grupo J&F, Marcello Miller, saiu sem falar com a mídia da Procuradoria Regional da República do Rio de Janeiro, no centro da capital. Ele chegou por volta das 15h e deixou o local às 1h.

Em sua saída, o advogado de Miller, André Perecmanis, disse que soube pela mídia do pedido de prisão feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e questionou o pedido.

“Nós estamos sabendo pela imprensa, agora, se realmente for verdade, causa muita espécie. Por que esse pedido de prisão antes do depoimento? Para que o depoimento, então?”, questionou Perecmanis.

“Dez horas de depoimento para já ter um pedido [de prisão] pronto? Então para quê esse depoimento? Se o procurador-geral fez o pedido de prisão, para que pediu para ele [Miller] ser ouvido? As declarações dele [Miller] não interessam ao Ministério Público?”

Marcelo Miller é suspeito de ter agido ilegalmente a favor da J&F durante o processo de delação premiada.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati