Ex-parlamentar colombiano é condenado nos EUA por tráfico

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de julho de 2006

No último dia 29 de junho, durante julgamento em Washington que durou sete semanas, o júri considerou culpado o réu Samuel Santander Lopesierra da acusação de importação ilegal de cocaína para os Estados Unidos da América.

Lopesierra foi membro do Senado Federal da Colômbia e representante do departamento de La Guajira de 1993 a 1996. Ele e outras pessoas foram indiciados em setembro de 2002 após uma investigação que durou dois anos e que foi conduzida pela Polícia Nacional da Colômbia assistida pela U.S. Drug Enforcement Administration (DEA). A prisão foi parte da chamada "Operação Conquista" que desmantelou uma das maiores redes de tráfico em atividade ao norte da Colômbia e efetuou a apreensão de mais de 650 quilos de cocaína e cerca de 1,5 milhões de dólares.

Samuel Santander Lopesierra foi condenado por contrabandear centenas de quilogramas de cocaína para os EUA e por lavagem de dinheiro. O dinheiro que ele conseguia com o tráfico era transferido para suas contas bancárias na Colômbia depois de passar por outros bancos em Porto Rico, Nova Iorque e Miami.

A pena prevista para Lopesiera é detenção de no mínimo 10 anos e multa de até 4 milhões de dólares.

Fontes