Exército já desocupou o Morro da Providência, diz Jobim

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

25 de junho de 2008

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, informou ontem (24) que o Exército já desocupou o Morro da Providência, no centro do Rio. A medida foi anunciada após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de suspender o Projeto Cimento Social, por meio do qual estavam sendo reformadas casas na comunidade.

“No momento em que a Justiça Eleitoral determinou a paralisação das obras, desaparece a razão pela qual o Exército poderia ficar no morro”, disse Jobim à TV Brasil. “Logo, o Exército saiu do morro. Está afastado completamente da atividade.”

O ministro falou à imprensa, no fim da tarde, após uma reunião com a cúpula do Comando Militar do Leste, responsável por coordenar as ações do Exército no Rio de janeiro.

Jobim não comentou a ligação apontada pela Justiça entre o projeto Cimento Social e o pré-candidato à prefeitura do Rio pelo PRB, o senador Marcelo Crivella. “Não cabe a mim emitir juízo de valor. O que nos cabe é que o Exército saiu e as obras ficaram paralisadas até decisão final.”

O ministro da Defesa esteve no Rio para discutir com Comando Militar do Leste a saída do Exército da favela, como determinou a Justiça Federal na última semana. No entanto, foi surpreendido com a decisão da Justiça Eleitoral de embargar o projeto Cimento Social.

Procurada pela Agência Brasil para saber se tomaria alguma medida em relação à decisão do TRE, a Advocacia-Geral da União (AGU) informou que só vai se manifestar se for acionada pelos ministérios das Cidades ou da Defesa.


Fontes