Exército do Azerbaijão assume controle de Shusha, segunda maior cidade de Carabaque

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

8 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, disse que o exército do país assumiu o controle da cidade de Shusha em Carabaque. "A cidade de Shusha foi libertada da ocupação", disse Aliyev em seu discurso ao povo, transmitido pelo canal de TV estatal AZTV.

Por sua vez, o representante do Ministério da Defesa da Armênia, Artsrun Hovhannisyan, disse que a luta ainda continua.

Shusha é a segunda maior cidade da não reconhecida República de Nagorno-Carabaque (Artsaque). Anteriormente, Artsaque relatou que houve "combates pesados" perto de sua fronteira e bombardeios azerbaijanos.

O Ministério das Relações Exteriores da Armênia considerou as ações de Baku um crime de guerra. Diplomatas azerbaijanos responderam apontando para o bombardeio na cidade de Barda, que matou pelo menos 19 pessoas.

Situação em Carabaque

Em setembro, os confilitos na fronteira aumentaram e Baku e Yerevan responsabilizam-se mutuamente por isso. Todos os participantes anunciaram mobilização total ou parcial, com várias vítimas.

A situação foi agravada pelo fato do Azerbaijão ser ativamente apoiado pela Turquia (um membro da OTAN). Por sua vez, a Armênia é membro do CSTO.

As negociações para uma solução pacífica do conflito vêm sendo conduzidas desde 1992 dentro da OSCE com a participação de mediadores - Rússia, Estados Unidos e França .

As partes fizeram recentemente três tentativas de negociar uma trégua a nível diplomático. Em particular, em Moscou, Baku e Yerevan concordaram com um cessar-fogo, troca de prisioneiros e corpos dos mortos, mas, apesar disso, os conflitos continuam.

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit

[[Categoria:Europa]