Europol e FBI tiram do ar dois sites criminosos da “dark web”

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

20 de julho de 2017

O Serviço Europeu de Polícia, a Europol anunciou na quinta passada que, com a colaboração do FBI (a polícia federal americana), da Agência Antidrogas dos Estados Unidos e da Polícia Nacional da Holanda, conseguiu tirar do ar dois dos principais sites de comércio ilegal da dark web (rede sombria), uma parte da internet não acessada através dos navegadores comuns. A informação é da agência EFE.

A investigação conjunta possibilitou que os agentes derrubassem a infraestrutura de uma economia criminosa escondida na internet de acesso mais restrito e responsável pelo tráfico de artigos ilegais como drogas, armas de fogo e softwares para serem usados em ciberataques.

O fechamento dos sites criminosos "é um sucesso destacável das autoridades da Europa e dos EUA", disse em um comunicado o diretor-executivo da Europol, Rob Wainwright, que elogiou a "sofisticação" da operação conjunta e pediu que mais ações como essa sejam realizadas no futuro.

O comissário de Interior da União Europeia, Dimitris Avramopulos, disse, por sua vez, que a dark web está transformando em um paraíso para a criminalidade. "É uma ameaça para a nossa sociedade e a nossa economia. Só podemos combatê-la lado a lado", afirmou.

A maneira mais comum de acessar os sites da dark web é através do uso do navegador Tor Browser. O AlphaBay, um dos sites fechados hoje, era o maior mercado criminoso da dark web, e usava um serviço oculto na rede Tor para esconder, de forma eficaz, a identidade de seus usuários e a localização de seus servidores.

Antes da operação, o AlphaBay chegou a ter 400 mil vendedores. Estima-se que o site movimentou cerca de US$ 1 bilhão desde sua criação em 2014, dinheiro que era pago normalmente através da moeda digital criptografada Bitcoin.

Outro site fechado pelas autoridades foi o Hansa, o terceiro maior site de comércio da dark web, com um grande nível de venda de drogas e armas.

"Ambos os sites foram criados para facilitar a expansão de uma grande economia criminosa, que afetou a vida de milhares de pessoas em todo o mundo, e foram expressamente projetados para frustrar a capacidade da lei de levar os deliquentes à Justiça", disse a Europol em nota.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati