Etiópia: governo acusa imprensa de desinformar sobre a situação no país

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

21 de novembro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O governo da Etiópia acusou a imprensa estrangeira de divulgar informações falsas sobre o país, uma delas a de que o espaço aéreo não seja seguro, o que foi negado pela Autoridade de Aviação Civil. A ação destes meios teria começado após o governo lançar uma operação para cumprimento da lei e da ordem no norte do país.

Em duas postagens feitas no Twitter no dia 19 passado, a Autoridade de Mídia emitiu Cartas de Aviso para quatro meios de comunicação estrangeiros - CNN, BBC, Reuters e Associated Press - acusando os veículos de "colocar em perigo o interesse nacional, a integridade territorial e a convivência pacífica do povo da Etiópia", finalizando o documento com o aviso de que se as reportagens não cessassem, as licenças destes veículos seriam revogadas.

Há meses a imprensa vem divulgado informações, corroboradas por um relatório do governo dos Estados Unidos, sobre uma possível limpeza étnica na região de Tigray e em setembro o governo expulsou e prendeu funcionários da ONU sob a acusação de que haviam se intrometido nas questões internas do país.

Referências

Notícias Relacionadas

Fontes


Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit