Estados Unidos querem investir no sector da energia em Moçambique

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

7 de fevereiro de 2012

Os Estados Unidos da América pretendem aumentar os níveis de investimento em Moçambique, com especial realce para o sector da energia.

Para o efeito, uma delegação chefiada pelo embaixador Johnnie Carson, Secretário de Estado Assistente para os Assuntos Africanos, está desde ontem em Maputo, para avaliar potencialidades de investimento em áreas ligadas a energia eléctrica.

A delegação integra altos dirigentes de uma dezena de empresas, nomeadamente, com destaque para a petrolífera Anadarko, que explora os projectos de pesquisa de gás natural na Bacia do Rovuma, no Norte do país, e outras multinacionais como a Chevron, a General Electric, a Caterpillar, Energy International, Pike Enterprises, Strategic Urban Development Alliance LLC, Symbion e Zanbato Group.

A missão diz, num comunicado em nosso poder, que o objectivo final é “avaliar as possibilidades de investimentos das empresas energéticas americanas na criação de centrais eléctricas e na oferta de combustível que “ajudem a atender às necessidades de electricidade segura e de baixo custo em África”.

A visita termina nesta quarta-feira, altura em que a missão espera completar todos os encontros e negociações com as autoridades nacionais e representantes de empresas do sector privado.

Fonte[editar]

Public domain Esta notícia é uma transcrição parcial ou total da Agência Voice Of America (VOA).
Este texto tem licença de
Domínio Público.
Veja toda a licença e os termos de uso (copyright) na página da agência


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati