Estados Unidos querem investir no sector da energia em Moçambique

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

7 de fevereiro de 2012

Os Estados Unidos da América pretendem aumentar os níveis de investimento em Moçambique, com especial realce para o sector da energia.

Para o efeito, uma delegação chefiada pelo embaixador Johnnie Carson, Secretário de Estado Assistente para os Assuntos Africanos, está desde ontem em Maputo, para avaliar potencialidades de investimento em áreas ligadas a energia eléctrica.

A delegação integra altos dirigentes de uma dezena de empresas, nomeadamente, com destaque para a petrolífera Anadarko, que explora os projectos de pesquisa de gás natural na Bacia do Rovuma, no Norte do país, e outras multinacionais como a Chevron, a General Electric, a Caterpillar, Energy International, Pike Enterprises, Strategic Urban Development Alliance LLC, Symbion e Zanbato Group.

A missão diz, num comunicado em nosso poder, que o objectivo final é “avaliar as possibilidades de investimentos das empresas energéticas americanas na criação de centrais eléctricas e na oferta de combustível que “ajudem a atender às necessidades de electricidade segura e de baixo custo em África”.

A visita termina nesta quarta-feira, altura em que a missão espera completar todos os encontros e negociações com as autoridades nacionais e representantes de empresas do sector privado.

Fonte[editar]

Public domain Esta notícia é uma transcrição parcial ou total da Agência Voice Of America (VOA).
Este texto tem licença de
Domínio Público.
Veja toda a licença e os termos de uso (copyright) na página da agência


Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati