Estados Unidos e Polônia reforçam cooperação no setor da defesa

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira dos Estados Unidos
Outras notícias sobre os Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos

15 de agosto de 2020

Agência VOA

Os governos dos Estados Unidos e da Polônia assinaram um Acordo Reforçado de Cooperação em Defesa (EDCA, nas siglas em inglês) neste sábado (15) em Varsóvia.

O documento foi rubricado pelo secretário de Estado americano, Michael Pompeo, e o ministro polaco da Defesa, Mariusz Blaszczak, numa cerimônia em que esteve o Presidente Andrzej Duda.

"Os Estados Unidos valorizam o forte relacionamento bilateral com a Polônia. Esperamos a rápida ratificação da EDCA pela Polônia, o que nos permitirá implementar totalmente a cooperação de defesa aprimorada prevista pelos presidentes Trump e Duda", anunciou em comunicado o Departamento de Estado.

O documento complementa um Acordo sobre o Estatuto das Forças da NATO e também permite que as forças dos Estados Unidos tenham acesso a instalações militares adicionais na Polônia.

Cerca de 4.500 soldados americanos encontram-se na Polônia e aproximadamente mil devem chegar nos próximos tempos.

Em julho, o Pentágono anunciou que cerca de 12 mil militares atualmente na Alemanha seriam alocados noutros países, entre eles 5.600 na Europa, incluindo a Polônia.

A realocação das tropas americanas segue as orientações do Presidente Donald Trump de reduzir a presença das forças americanas na Alemanha, cujo Governo é criticado pelos Estados Unidos por não cumprir as suas responsabilidades financeiras com a NATO.

Por outro lado, segundo a porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus, Mike Pompeo encontrou-se também hoje com o primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, em Varsóvia, onde deve homenagear o centenário da Batalha de Varsóvia.

Pompeo e Morawiecki discutiram um novo projeto de acordo bilateral para o desenvolvimento do programa de energia nuclear civil da Polônia.

Além da cooperação no setor da defesa, segundo Ortagus, Pompeo e Morawiecki discutiram o apoio ao povo da Bielorrússia, medidas para a recuperação econômico pós-pandemia COVID-19, proteção das redes de tecnologia 5G, energia e infraestruturas regionais através da Iniciativa Três Mares.

A Polônia é a última etapa da visita do secretário de Estado americano a quatro países da Europa Central e Oriental, tendo estado nesta semana na República Checa, Eslovênia e Áustria.

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com