Estados Unidos considera Nikulin culpado de cibercrime

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

12 de julho de 2020

Neste sábado (11), o russo Yevgeny Nikulin, de 32 anos, foi considerado culpado de invadir as plataformas LinkedIn e Dropbox em 2012. Durante os ataques, cerca de 117 milhões de senhas foram roubadas. O veredicto foi lido pelo juiz William Elsap.

Acredita-se que este seja o ataque mais sério nos Estados Unidos às redes de informação. O julgamento começou no início de março, mas foi interrompido devido à pandemia de COVID-19, observa a agência de notícias Bloomberg.

Antes, a polícia tcheca, em colaboração com o FBI, deteve o hacker na cidade de Praga em 5 de outubro de 2016. Em seguida, as autoridades estadunidenses acusaram Nikulin de invadir diversas redes. O réu se declarou inocente.

A Rússia pediu a extradição do acusado. Moscou também acusa o programador de roubar mais de três mil dólares como resultado de um ataque cibernético ao serviço Webmoney.

Em maio de 2017, Nikulin foi declarado culpado de invadir o correio de Hillary Clinton e, em troca, prometeram-lhe dar cidadania americana e recompensas monetárias. Em 2018, ele tentou escapar da prisão.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com