Estados Unidos abandonam Conselho de Direitos Humanos da ONU

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

20 de junho de 2018

Administração Trump diz que órgão é anti-Israel

Os Estados Unidos retiraram-se do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira, 19 de junho, e justificaram a sua saída com a falta de coragem de outros países para reformar aquele órgão que chamou de "hipócrita".

O anúncio foi feito pela embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley.

"Ao fazê-lo, quero deixar bem claro que este passo não é um recuo em relação aos nossos compromissos com os direitos humanos", afirmou Haley.

Os Estados Unidos estavam na metade de um mandato de três anos no principal organismo de direitos humanos da ONU e há tempos vinham ameaçado sair do Conselho de 47 membros sediado em Genebra que Washington acusa de ser anti-Israel.

Na semana passada a Reuters noticiou que activistas e diplomatas disseram que as conversas com os EUA sobre uma reforma do órgão não atenderam às exigências de Washington, dando a entender que a Administração Trump abandonaria o Conselho.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati