Estado Islâmico reivindica autoria de duplo atentado em Beirute

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de novembro de 2015

O grupo extremista sunita Estado Islâmico (EI) reivindicou o duplo atentado suicida de ontem (12) nos subúrbios da zona sul de Beirute. O duplo atentado na capital libanesa fez pelo menos 41 mortos e cerca de 200 feridos, de acordo com novo balanço divulgado no início da noite de ontem pela Cruz Vermelha do Líbano.

Em comunicado publicado na Internet na noite de ontem, o Estado Islâmico afirmou ter “conseguido detonar uma bomba colocada em uma motocicleta armadilhada contra uma reunião de xiitas no Bairro de Burch al-Barachne, uma das fortalezas do grupo Hezbollah".

A dupla explosão desta quinta-feira foi a primeira nos subúrbios sul de Beirute desde junho de 2014, quando uma viatura com bombas matou um agente da segurança que tentava prender o homem-bomba.

Na oportunidade, os grupos declararam que os ataques tinham sido uma vingança contra a decisão do Hezbollah, que enviou milhares de combatentes para a vizinha Síria, de modo a apoiar as forças do presidente Bashar al-Assad contra a rebelião dominada pelos sunitas.

Com esse atentado, é mais mortal no Líbano desde o fim da guerra civil, ocorrida em 13 de outubro de 1990.

Notícia Relacionada

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati