Equador derrota uma desmotivada Polônia por 2 a 0

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

9 de junho de 2006

Gelsenkirchen, Alemanha — Na segunda partida da Copa do Mundo de 2006 a Seleção Equatoriana de Futebol derrota o selecionado polônes e assume a 2º posição do Grupo A, atrás da Alemanha, que derrotou a Costa Rica por 4 a 2. O jogo ocorreu às 16:00 horas no Brasil (-3UTC), na cidade de Gelsenkirchen.

O jogo[editar]

Escalação inicial (branco: Polônia; amarelo: Equador).

Partindo do pressuposto que a Alemanha é a seleção mais forte do grupo e se classificará em primeiro (e a Costa Rica a mais fraca e lanterna), o Equador conquistou um importante passo rumo à classificação, já que provavelmente disputará a vaga com a Polônia.

A seleção sul-americana começou o jogo num ritmo rápido e explosivo, surpreendendo a descreditada e rígida seleção polonesa. Desde a saída de Aguinaga o Equador adotou um novo ritmo de jogo, o que possibilitou melhores jogos fora de Quito, o grande trunfo dos equatorianos graça à altitude.

Aos 20 minutos do primeiro tempo, após conrança de lateral na área, Carlos Tenorio abre o placar com uma cabeçada, curiosamente depois de um passe de cabeça. A Polônia pressiona durante toda a etapa e o começo do segundo tempo, mas aos 30 do segundo, Kaviedes, impedido, recebe passe e decreta o resultado final.

Este resultado favorece o Equador na luta pela segunda vaga e complica a Polônia, que aposta suas forças no duelo com a Alemanha.

Ver também[editar]