Enviado da ONU para Síria expressou “profundo pesar” pela guerra

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de março de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O enviado especial das Nações Unidas para a Síria expressou “profundo pesar” que a organização ainda não tenha sido capaz de mediar o fim do conflito que completou uma década na segunda-feira.

“A tragédia síria pode ser considerada um dos capítulos mais sombrios da história recente”, disse o enviado da ONU à Síria, Geir Pedersen, ao Conselho de Segurança da ONU. “O povo sírio está entre as maiores vítimas deste século.”  

Ele observou que a guerra civil, que começou com manifestações pacíficas contra o governo em 2011, que foram brutalmente reprimidas pelo regime do presidente Bashar al-Assad, agora dura quase tanto quanto as duas guerras mundiais combinadas.

“A maioria das crianças sírias nunca viveu um dia sem guerra”, disse ele. “Muitos ficaram sem comida, remédios ou educação, ou foram detidos, recrutados para a batalha, feridos ou mortos.”

Mais de meio milhão de sírios morreram durante o conflito e outros milhões se tornaram refugiados ou foram deslocados dentro do país. Mais da metade da população sofre de insegurança alimentar e 9 em cada 10 sírios vivem agora abaixo do nível de pobreza.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit