Empresa esperou 10 anos para registrar sua marca Tecebem no INPI

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização de Brusque, Santa Catarina.
Localização de Santa Catarina, sul do Brasil.

16 de fevereiro de 2012

Brusque, Santa Catarina, Brasil — Empresa de Brusque conseguiu, através de seu procurador Jena Carlo Rosa, emplacar sua marca Tecebem no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

O processo de certificação teve início em 2002 e só no ano de 2012 que a empresa conseguiu registrar sua marca. Os proprietários Ismar e Nivert Imhof, detentores da marca Tecebem, indústria que produz malhas para confeccionistas e lençóis de malha, protetores de colchão, fronhas, sobrelençóis, top-box, comemoraram após a longa batalha.

"Pensávamos que seria impossível registrar uma marca no Brasil", disse Ismar Imhof, diretor da empresa. A notícia agradou em cheio, mas deixou perplexo Nivert Imhof, outro diretor da empresa. "Com certeza os chineses conseguirão em bem menos tempo.", desabafou.

A indústria têxtil passa por fase difícil no Brasil, desde o ano passado e agora em 2012. Os asiáticos estão vindo com tudo. Uma das formas de proteger as conquistas no mercado seria a proteção do registro da marca.

O registro da marca Tecebem de número 901 409 081 está na categoria NCL (9) 24 e tem validade para 10 anos. A marca Tecebem foi publicada na revista do INPI 2145 com dados atualizados em 14 de fevereiro de 2012.

Fontes[editar]

Reportagem original
Esta notícia contém reportagem original de um Wikicolaborador. Veja a página de discussão para mais detalhes.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati