Embaixador peruano prevê mais dinamismo no comércio com o Brasil

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Economia e negócios

13 de agosto de 2018

"Ainda há um amplo espaço para o aumento do comércio bilateral entre o Brasil e o Peru, países que estão construindo uma relação econômica muito dinâmica". A afirmação é do embaixador peruano para Brasil, Vicente Rojas Escalante, que participou na sexta-feira (10) de uma competição equestre no 1º Guards Regimento de Cavalaria, em Brasília (capital do Brasil).

De janeiro a julho deste ano, o Brasil exportou para o Peru US$ 1,18 bilhões e importou no mesmo período, US$ 1,09 bilhões, com um superávit para o Brasil de US$ 92,7 bilhões. O Brasil exporta para o Peru, principalmente, automóveis, caminhões, tratores, produtos semi-acabados de ferro e metais em geral. E basicamente importa os minerais de cobre e zinco e a nafta. No período mencionado, o Peru ocupa o 25º lugar no ranking das exportações brasileiras e é o 22º lugar no campo das importações.

A competição equestre homenageou a Batalha de Junín, que aconteceu em agosto de 1824 no Peru e que significou a independência deste país da Espanha.

Vicente Escalante declarou que a celebração da batalha não reflete apenas o excelente momento de amizade entre os povos brasileiros e peruanos, mas também entre os povos vizinhos, como Colômbia, Venezuela, Equador, Chile e Bolívia.

Ele disse que os peruanos gostam muito do Brasil. "Os brasileiros são gentis e carinhosos e trabalham para que os dois países invistam mutuamente em suas economias." Segundo o embaixador, os campos com maior possibilidade de intercâmbio bilateral são comércio, turismo, gastronomia, ciência tecnológica e inovação.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati