Em represália, Irão proíbe inspecções das Nações Unidas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

7 de fevereiro de 2006

Como represália à decisão da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) de denunciar o programa nuclear iraniano ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, o Presidente Mahmoud Ahmadinejad recomendou o imediato fim das visitas de inspecção realizadas por técnicos das Nações Unidas nas instalações nucleares iranianas.

O Governo do Irão informou também que não mais cooperará com a AIEA.

Segundo o Ministro das Relações Exteriores Manouchehr Mottaki, o Irão respeitará o Tratado de Não Proliferação Nuclear.

Fontes