Em Myanmar monges voltam a protestar

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Ir para: navegação, pesquisa

31 de outubro de 2007

Monges em Myanmar realizaram hoje outra marcha de protesto, a primeira desde que soldados da Junta Militar reprimiram há quase um mês uma manifestação pela democracia.

Testemunhas oculares disseram que pelo menos 200 monges oravam em grupos de três pelo centro da cidade. A Voz Democrática de Myanmar, uma estação de rádio que se encontra na Noruega, disse que os monges pedem preços de combustível mais baixos, anistia e libertação de todos os prisioneiros políticos, entre eles vários monges budistas.

Os monges começaram a passeata no pagode de Shwegu, e desfilaram durante cerca de uma hora, sem incidentes.

Pakokku, cerca de 550 quilômetros a noroeste de Yangun, foi o local em que os monges tomaram a frente das manifestações antigovernamentais.

Myanmar é governada por uma junta militar há 45 anos e não realiza eleições gerais desde 1990, quando o partido oficial perdeu para a Liga Nacional pela Democracia (LND).


Fontes