Eleições dos EUA através dos olhos da Ucrânia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

23 de outubro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Os ucranianos estão acompanhando com especial interesse a campanha eleitoral entre Donald Trump e seu rival democrata Joe Biden.

Os Estados Unidos fortaleceram significativamente seus laços de defesa com Kiev desde a anexação da Crimeia em 2014 e a invasão do leste da Ucrânia pelas forças russas.

Segundo o cientista político Oleksiy Arestovich, é precisamente o reforço do apoio militar o que mais interessa aos ucranianos que acompanham o decorrer das eleições nos Estados Unidos. "É importante para eles que os EUA não interrompam o apoio militar", disse ele.

De acordo com Arestovich, nos primeiros meses da presidência de Donald Trump em 2017, havia preocupações na Ucrânia sobre sua proximidade com seu homólogo russo Vladimir Putin.

“No entanto, ficou claro que não importa o quanto Trump elogiasse Putin em palavras, na verdade a atividade militar [conjunta dos EUA] estava aumentando e a zona de segurança sobre a Europa Oriental e a Ucrânia estava aumentando junto com o apoio militar", disse Arestovich.

Ainda segundo Arestovich, a maioria dos ucranianos não gosta do papel de seu país na campanha eleitoral estadunidense. “Os ucranianos comuns querem que não interfiramos na política americana e que sejamos amigos militarmente dos americanos. A proteção militar é a principal preocupação. Proteção da Rússia”, explica ele.

Fontes

((ru)) Выборы в США глазами Украины — VOA, 21 de outubro de 2020