EUA temem que armas vendidas para Venezuela acabem nas mãos de forças terroristas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de janeiro de 2006

As autoridades do governo dos Estados Unidos da América consideram exagerada a compra de armas feita pela Venezuela e têm preocupação quanto ao facto de que parte delas acabem nas mãos de forças terroristas do continente.

As autoridades americanas têm exibido sinais de preocupação quanto à democracia na Venezuela e aos laços que o regime de Hugo Chávez mantém com outros governos considerados não-democráticos (como Cuba e Irão), além das denúncias de que integrantes de grupos armados como das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia transitariam livremente dentro de território venezuelano.

Um das principais preocupações dos americanos é que as armas vendidas para a Venezuela acabem nas mãos de grupos rebeldes como as FARC.

Fontes