EUA rescindem ordem negando vistos a estudantes estrangeiros

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

15 de julho de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O governo dos Estados Unidos cancelou sua controversa decisão de revogar vistos de estudantes estrangeiros, cujos cursos ficam on-line devido a coronavírus, disse um juiz federal na terça-feira.

As universidades de Harvard e MIT - com o apoio de várias outras instituições, sindicatos de professores e pelo menos 18 estados dos EUA - tomaram medidas legais contra a medida que a Serviço de Imigração dos Estados Unidos (ICE) anunciou em 6 de julho.

"O governo concordou em rescindir" a decisão, bem como qualquer implementação da diretiva, disse a juíza Allison Burroughs em uma breve audiência.

Harvard e o MIT pediram ao tribunal que bloqueie a ordem anunciada pelo ICE de que os estudantes devem deixar o país se suas aulas estiverem apenas on-line ou se transferirem para uma escola que oferece aulas presenciais.

A medida foi vista como um movimento do governo do presidente Donald Trump para pressionar as instituições educacionais que adotam uma abordagem cautelosa para reabrir em meio à pandemia global do COVID-19.

As universidades dizem em seu processo que a ordem prejudicaria os estudantes "imensamente", tanto pessoal quanto financeiramente.

Havia mais de um milhão de estudantes internacionais nos EUA para o ano acadêmico de 2018-19, de acordo com o Instituto de Educação Internacional (IIE).

"Estamos empolgados com o fato de o governo ter recuado", afirmou a Universidade do Sul da Califórnia em comunicado.

"Nossos estudantes internacionais são uma parte vital da comunidade da USC e merecem o direito de continuar seus estudos sem risco de deportação".

Notícias relacionadas

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit