EUA pressionam por apuração mais ágil no Zimbábue

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bandeira do Zimbabué
Outras notícias sobre o Zimbabué
Localização do Zimbabué
Localização do Zimbabué

2 de abril de 2008

Os EUA pediram à Comissão Eleitoral do Zimbábue para divulgar rapidamente os resultados finais das eleições realizadas no sábado. Um porta-voz do Departamento de Estado comentou que o adiamento apenas aumenta a possibilidade de fraude no processo de contagem dos votos.

A administração Bush havia referido, antes da votação, a possibilidade da ocorrência de várias irregularidades que poderiam pôr em causa a realização de eleições livres e justas. Apenas com resultados fragmentados disponíveis, o porta-voz do Departamento de Estado, Tom Casey, lamentou o ritmo lento em como a contagem oficial dos votos está decorrendo.

“Nós sublinhamos algumas das preocupações que tínhamos ao iniciarmos este processo, com potenciais problemas na contagem dos votos. E, para nós, o que é importante é que não vemos qualquer irregularidade neste processo. Certamente que as oportunidades de fraude aumentam quanto maior for a demora entre as eleições e o anúncio do resultado final”, disse Casey.

Entre os problemas citados pelas autoridades americanas no período que antecedeu a votação foram as imprecisões contidas nas listas de eleitores e a abundância de votos entregues à polícia e às forças de segurança, para além dos atos de intimidação, incluindo a colocação de polícia nas assembléias de voto, em violação do acordo eleitoral mediado pelos países vizinhos do Zimbábue.

As eleições presidenciais e parlamentares foram vistas como o mais sério desafio ao presidente Robert Mugabe e ao seu partido, a ZANU-PF, nos 28 anos do seu regime autoritário.


Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati