Donald Trump considera perdoar Snowden

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram
Bandeira dos Estados Unidos
Outras notícias sobre os Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos
Localização dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que estava considerando perdoar o ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional, Edward Snowden, que agora está na Rússia.

"Vou começar a estudar essa questão", disse o presidente dos Estados Unidos durante uma entrevista coletiva em Nova Jersey, acrescentando que não estava muito familiarizado com a situação de Snowden, mas iria "estudá-la cuidadosamente".

“Muitas pessoas pensam que ele [Snowden] precisa ser tratado de maneira diferente, enquanto outros pensam que ele fez coisas muito ruins”, disse Trump.

Em junho de 2013, Edward Snowden deu ao Washington Post e ao The Guardian informações sobre um grande programa de vigilância da NSA. Depois de um tempo, ele voou para Hong Kong e de lá para Moscou. Em 2014, Snowden recebeu uma autorização para residir na Rússia por três anos, que foi prorrogado até 2020.

Outro ponto interessante na entrevista foi a declaração de Trump sobre considerar a possibilidade de banir não apenas o aplicativo TikTok, mas também outras grandes empresas de tecnologia, em particular a Alibaba, que possui vários sites populares da internet, incluindo o AliExpress.

“Sim. Estamos considerando outras opções”, disse o presidente estadunidense.

No início deste mês, a administração presidencial apresentou uma série de medidas que poderiam ser implementadas contra as empresas chinesas. Elas incluem a remoção de programas chineses das lojas de aplicativos e a proibição de download de aplicativos.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com